QUANDO REALIZAR A RECAUCHUTAGEM DOS SEUS PNEUS?


Em qualquer veículo, principalmente caminhões de carga e transporte de pessoas, alguns itens devem ser observados e consertados periodicamente. É comum vermos motoristas e donos de frota dando mais atenção a itens como o motor, amortecedores, transmissão e suspensão, e esquecendo-se dos pneus. Tão importante quanto, os pneus precisam ser trocados ou reconstruídos de tempos em tempos.


Um pneu defeituoso pode acarretar inúmeros problemas de segurança como forçar o amortecedor mais do que deveria e o desequilíbrio de peso no veículo, além é claro que podem ocasionar sérios acidentes por falta de aderência das bandas de rodagem.


Mas você sabe quando o seu pneu deixa de ser seguro e apto para ser utilizado e precisa passar por um processo de recauchutagem ou mesmo por uma troca efetiva? Se você ainda tem dúvidas quanto a esse assunto continue acompanhando nosso post.


Como saber se o pneu não está mais apto para uso?


Um pneu deve ser trocado ou recauchutado quando ele chega a um nível não mais aceitável de desgaste. Esse desgaste varia de veiculo para veículo, do peso transportado a cada viagem, da direção feita pelo motorista e ainda do tipo de pista pela qual o automóvel trafega.


A data de fabricação e a quilometragem rodada de um pneu são informações importantíssimas e servem de referencias para se saber se o pneu está apto a ser reformado. A idade máxima para que um pneu seja reformado com segurança é de 07 anos.


No entanto, o controle desse desgaste nem sempre é muito simples de ser feito a olho nu. Pensando nisso, os fabricantes de pneu desenvolveram um sistema que facilita essa verificação, o TWI.


Mas antes de entendermos como funciona o TWI, é importante falarmos sobre os sulcos dos pneus. Eles são os desenhos presentes na banda de rodagem do pneu, a parte que fica em contato direto com o solo. Eles servem para escoar a água, dar aderência e performance dos pneus.


Quanto mais desgastado, menor é a profundidade desses sulcos, o que diminui a dispersão de água e, consequentemente, também a capacidade de aderência desse pneu ao solo. Para um pneu ser considerado apto para rodar com segurança, a profundidade dos sulcos não pode ser menor que 1,6mm. Menos que isso dele deve ser trocado ou recauchutado rapidamente.


O tread wear indicator ou twi


Mas como saber com facilidade se os sulcos estão com 1,6mm? Para tornar essa avaliação mais fácil, foi criado o sistema TWI, o Tread Wear Indicator, que nada mais é do que um indicador limite dessa altura dentro dos sulcos do pneu.


Para encontra-lo é fácil, procure na parte lateral do pneu pela sigla TWI ou pelo desenho de um triangulo, assim que achá-lo, basta verificar entorno do pneu e encontrará em alto relevo os outros pontos indicativos. Essa verificação pode ser feita uma vez a cada mês ou com um intervalo menor de tempo dependendo da utilização.


Quando um pneu é novo, esse indicador fica quase invisível devido a altura dos sulcos, mas com o passar do tempo devido a utilização, ele vai ficando mais visível. Portanto, quando os sulcos dos pneus atingirem esse limite, está na hora de levar o seu pneu para ser recauchutado.


Com o desgaste irregular do pneu, pode acontecer de um dos sulcos chegar mais próximo ao TWI do que os outros. Mesmo que os outros ainda não tenham atingido o TWI, é recomendável fazer a troca ou a recauchutagem deste pneu.


Principalmente, lembre-se sempre de que o pneu é um item primordial na segurança do veículo, motoristas e passageiros, por isso nada de gambiarras ou reparos improvisados. Com segurança não se brinca, qualquer reparo ou recauchutagem devem ser feitos por especialistas que entendam do assunto.


Outros pontos de atenção


Além do desgaste do pneu, existem outras condições que exigem a recauchutagem imediata de um pneu. A presença de qualquer deformação como bolhas ou calombos, perfurações ou rasgos, podem fazer com que o mesmo perca sua uniformidade, que podem causar o desalinhamento do veículo e até mesmo o estouro do pneu, e resultar em graves acidentes.


E não se esqueça de verificar também as laterais dos pneus. Se encontrar algum sinal de ressecamentos, ranhuras ou rasgos, também é hora de reformar ou trocar o seu pneu.


E, principalmente, lembre-se sempre de que o pneu é um item primordial na segurança do veículo, motoristas e passageiros, por isso nada de gambiarras ou reparos improvisados. Com segurança não se brinca, qualquer reparo ou recauchutagem devem ser feitos por especialistas que entendam do assunto.



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo